Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

palavras&desabafos

Escrever o que sinto, o que quero, o que penso. Divagar pela alma, pelo coração, ou simplesmente salvar ideias e criar sonhos.

palavras&desabafos

Escrever o que sinto, o que quero, o que penso. Divagar pela alma, pelo coração, ou simplesmente salvar ideias e criar sonhos.

Qui | 22.06.17

Maldito fogo

É com muita tristeza que olho todas as noticias que envolvem os acontecimentos trágicos dos últimos dias, não consigo deixar de pensar nas famílias que se se desmembraram, que partiram, na dor e na angustia de ver toda uma vida passar a cinzas, a pó. 

Achamos sempre que tudo está lá longe, mas um dia a tragédia bate-nos à porta e sem querermos ela entra e destrói tudo o que conhecemos e criámos ou acreditamos.

Custa-me, no entanto, olhar e ouvir  tanto treinador de bancada, é óbvio que todos queremos encontrar um culpado, as responsabilidades,, mas por favor, não podemos estar sempre a apontar o dedo a tudo o que se faz ou tenta fazer com os meios possíveis que temos,  sempre a criticar quem está no terreno, pois esses certamente sabem o que fazer, e sabemos que as circunstâncias em que se encontram são tão difíceis que podemos imaginar as  duvidas que se lhes colocam, todos os embaraços, os enganos, as inquietações. Erros, enganos ou ações por impulso todos temos, acredito que todos têm feito e dado o seu melhor, que acreditam no que fazem , e que o fazem por todos nós. 

Obrigado

Eu 

Dom | 18.06.17

A P da Vida

A pxxx da vida dá muitas voltas, pois dá!! Quando olhou para trás viu a sua vida numa roda, daquela tipo carrossel de feira popular, e estava farta, dizia para dentro... de andar às voltas! Sentada naquele banco de pedra, frio e duro, como são as pedras, olhava à sua volta e não conseguia ver nada, nem ninguém, estava sozinha, desamparada, agarrada a uma solidão imensa e escura, o seu mundo queria acabar, num ápice grotesco, numa forma dorida e moída .Tantos anos, e pensava...tantos anos de uma vida em comum, cheia de alegrias e tantas ,mas tantas felicidades, que pensava, como era possível só encontrar um vazio, um buraco negro, que girava e rodopiava à sua volta, tal e qual o carrossel ! Sozinha ela queria perceber o que se passava, como tudo tinha acontecido e como a sua vida chegara a tal ponto de angustia, um misto de uns momentos bons, e outros tantos tão maus. A vida passou -lhe na frente como se fosse uma episódio de uma novela mexicana, daqueles que começa cheio de alegrias e sonhos e acaba em total tragédia. Pois , a sua vida não fora sempre uma tragédia, mas ainda não conseguiu perceber como ali chegou, meio sem eira nem beira, sem saber o que fazer, o que dizer, como agir. Está na merxx, é assim que está! EU