Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

palavras&desabafos

Escrever o que sinto, o que quero, o que penso. Divagar pela alma, pelo coração, ou simplesmente salvar ideias e criar sonhos.

palavras&desabafos

Escrever o que sinto, o que quero, o que penso. Divagar pela alma, pelo coração, ou simplesmente salvar ideias e criar sonhos.

Qui | 01.03.18

Ontem foi um dia importante

eu
Ainda parece que foi ontem que nasceu, com aquele cheirinho bom de bebé, e já ultrapassou mais uma etapa importante na sua vida de jovem adulto. É assim, olhas para ti e de repente já tens um filho encartado, e agora? Nós  mães, e digam-me se estou errada, ou se sou eu a exagerar,  começamos nesta fase a dar os primeiros trambolhões nos pensamentos sobre tudo e mais qualquer coisa, ou mesmo sobre todas as coisas que não queremos pensar, ou nem saber, ou nem ouvir! E agora como (...)
Sex | 23.02.18

O Sexto Sentido

eu
Nós mulheres, temos um sexto sentido, que os homens não acompanham. Eles até podem tentar ludibriar a coisa, abafá-la com paninhos quentes, mas nós mulheres somos muito mais perspicazes que isso, sabemos ouvir, sentir, e acima de tudo, somos capazes de ver muito para além do óbvio.  Que me desculpem os homens, mas nós somos especiais, pelo menos nalgumas coisas, para não dizer, que em muitas! É o sexto sentido, pois é. Eu   (...)
Qui | 22.02.18

Os Piores Anos da Minha Vida @2

eu
O Segundo Há coisas que nunca se esquecem, e esta é uma delas, até porque tem tudo a ver, ou não tem nada...ainda não sei, com o meu grande e atual propósito, o de perder peso. O certo é que há coisas que nós nunca esquecemos, mesmo que tenham sido há muito tempo atrás. A minha adolescência não foi fácil, assim como a maioria das adolescências, como tenho verificado ao longo da minha vida, a lidar com adolescentes. Os meus treze anos foram um misto de acontecimentos, que (...)
Qua | 21.02.18

Escrever para não comer

eu
Quando deixei de fumar, há três anos anos, nunca pensei que fosse cair na mesma asneira de amigos que também o fizeram e engordaram muitos quilos. Pensava eu que isso nunca iria acontecer comigo, comecei num ginásio, tentava ter uma alimentação equilibrada e o mais saudável possível. No entanto, a vida prega-nos muitas partidas e quando não estamos bem, acabamos por nos vingar em substâncias menos benéficas para a nossa saúde, e como não tinha tabaco, venha de lá o açúcar (...)
Seg | 19.02.18

Blogo..porque me faz companhia

eu
Gosto de aqui estar, é um facto. Faço companhia, e sinto-me acompanhada. Gosto de espreitar o que se vai escrevendo, o que se vai vendo, lendo, ouvindo. É como se estivesse sempre à janela num bairro movimentado, por onde sobem e descem, opiniões, sentimentos, onde cada tag é uma ideia, cada post uma noticia, cada blogger um vizinho. Sinto como se fizesse parte de uma aldeia grande, certo que virtual, mas onde gostamos todos de nos cumprimentar, ajudar quando é preciso, comentar (...)
Sab | 17.02.18

Sporting em Assembleia-Geral

eu
Enquanto sportinguista fico preocupada com o rumo do meu clube. Confesso que não sou nada adepta da forma como Bruno de Carvalho dirge o clube, a sua forma arrogante de tratar os outros em nada abona a seu favor, e os 75% que quer para continuar são uma fasquia alta para alcançar, mas se o conseguir dou a minha mão à palmatória!  Neste momento estamos em todas as frentes de jogo, no entanto, estamos frágeis. Se ficarmos sem Presidente, não sei se vamos continuar nesta boa onda, o (...)
Seg | 12.02.18

Sismo, quando a terra treme

eu
Quando a terra treme, nós trememos com ela. Eu tremo de medo, só de pensar entro em pânico. É das situações que mais me assusta, porque não a podemos controlar, nem prevenir. Os abalos sísmicos fazem parte dos meus maiores medos.  Quando estudámos o abalo sísmico que ocorreu em Portugal no ano de 1755, percebemos que a sua magnitude foi tão elevada quanto a desgraça que por cá deixou, naquela época. Os números da tragédia foram muito grandes, a cidade de Lisboa ficou (...)
Dom | 11.02.18

Amigos que ficam

eu
Ao longo da nossa vida vamos encontrando amigos que deixam em nós lembranças  e memórias que nos acompanham na nossa vida, e apesar de não estarmos com essas pessoas, no nosso dia a dia , não nos esquecemos dos momentos que passamos juntos, das aventuras que tivemos, de tantas partes das nossas vidas que foram partilhadas. No entanto, a vida encarrega-se de nos separar, por tantas e tantas razões! Mas hoje, e só que para contrariar,  existem as redes sociais, e encontramo-nos (...)
Sab | 10.02.18

E quando um pai diferencia um filho?

eu
E quando um pai se irrita apenas porque tu existes? E por que razão tudo o que possas fazer, mesmo que bem, nunca é valorizado, nunca há uma palavra de incentivo, de parabéns! Questiono todos os dias como podem alguns pais discriminar os próprios filhos, como é que se pode gostar mais de um ou de outro? Não consigo perceber, nem quero. Abomino.   Eu